ESPAÇO DE DEVOCIONAL

Seja bem vindo!
Miss.Cacilda Barbosa Santiago

sábado, 2 de julho de 2011

"VAI TUDO BEM". HIPOCRISIA OU CONFIANÇA?

Fonte da imagem:google
 Convivemos diariamente com uma pergunta comum na arte das relações humanas, “Como vai você?, e por conseguinte já absorvemos muitas vezes as respostas mecanicas e naturais, geralmente uma afirmativa, e às vezes sai um “vai tudo bem”, meio forçado de  lábios cujo coração está sombrio e amargurado. Então questionamos, foi hipocrisia a minha resposta, foi orgulho, fuga da realidade ou o quê? Por outro lado, será que esta resposta corresponde a uma atitude de fé e confiança que por mais que tudo pareça um caos o nosso bem está no Senhor? Vamos refletir com base nesta preciosa narrativa bíblica  que aborda sobre  a sunamita e  o profeta Elizeu.
Uma certa  mulher cidadã de Suném, que tinha tudo, mas não um filho, e, juntamente com seu marido abençoou com a sua hospitalidade a vida do profeta Elizeu, recebeu através da Palavra do profeta  em nome do Senhor a benção de  ser mãe. O  menino cresceu, e um dia passou mal na lavoura junto com o seu pai, chegando a morrer em casa. Aquela mãe, com o coração esmigalhado pela dor, encontra forças para ser discreta e tomar a atitude de levar o menino ao quarto do profeta, acalmar o seu esposo quando lhe disse: “manda-me um dos moços, e uma das jumentas, para que eu corra ao homem de Deus, e volte. Perguntou ele: por que vais a ele hoje? Não é lua nova ou sábado. Disse ela: TUDO VAI BEM” (vers. 22 e 23),organizar-se para a viagem ao monte carmelo, para  procurar a solução de algo impossível,  através do profeta de Deus,a são reclamou, não se desesperou, e com um controle invejável, foi  pessoalmente nesta missão que poderia ter sido delegada, mas era algo muito sublime e pessoal para ser transferido a outrem.  Elizeu a avistou de longe, e logo acionou  seu servo Geazi:  “(…) Olha! Ali está a sunamita. Corre-lhe ao seu encontro e pergunta-lhe: vai bem contigo? Vai bem com o teu marido? Vai bem com o teu filho? Respondeu ela: TUDO VAI BEM.” (vers. 25 e 26).  Esta resposta da sunamita, é o princípio da contradição, como pode alguem cercada de perdas e de dores profundas dizer “Vai tudo bem”. Nesta  resposta nos trás claramente a uma grande capacidade de prudencia  e auto-controle, atitudes tão fundamentisl num momento de absoluta pressão e angústia, e  de falar o que precisa ser dito para a pessoa certa e na hora certa. Não vale a pena compartilhar o que se passa na sua alma com alguem que não lhe inspire a sua confiança e nem tenha nada haver com seus propósitos, não vale a pena expressar tudo o que se passa em nosso coração, é preciso pudencia, discernimento e auto-controle. O assunto que a sunamita tinha para tratar,dizia respeito ao profeta,e a mesma guardou todo um turbilhao de sentimentos para despejar no lugar certo,hora certa e com a pessoa certa.  Ela guardou, mas quando avista Eliseu, lança-se aos seus pés, e entala-se de tanta angústia apegada aos seus pés, somente ela e Deus sabia a dor e intensidade da tristeza da sua alma. "Chegando ela, pois, ao homem de Deus, ao monte, pegou nos seus pés; mas chegou Geazi para retirá-la; disse porém o homem de Deus: Deixa-a, porque a sua alma está triste de amargura, e o SENHOR me encobriu, e não me manifestou”.(II Rs 4.27)
Geazi tentou retirar a mulher que consumida pela dor , lança-se aos pés do profeta. O homem de Deus com discernimento para compreender a dor, sem saber a motivação pede que deixe-a. A partir de então, é que começa a expressar seu dilema. Por isso nos alerta a Palavra de Deus:  "Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no Nome do Senhor, e firme-se sobre O seu Deus" Is 50:10
Com uma coragem e força a sunamita abre o seu coração, e ao se aproximar de Eliseu, a sunamita chorou amargamente , e disse ao profeta: “Pedi eu a meu senhor algum filho? Não disse eu: não me enganes?” (vers. 28). Então, Eliseu e Geazi seguiram de volta a Suném, para a casa daquela mulher. Chegando lá, perceberam que a sunamita não havia providenciado o funeral do filho, mas o colocou no quarto e cama do profeta: “Entrou e, fechando a porta sobre eles, orou ao Senhor. Então subiu à cama, deitou-se sobre o menino e, pondo a boca sobre a boca dele, os olhos sobre os olhos dele, estendeu-se sobre ele; e a carne do menino aqueceu. Depois desceu, andou pelo quarto de uma parte para outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele. O menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos. Eliseu chamou a Geazi, e disse: chama a sunamita. Ele a chamou. Quando ela se apresentou diante dele, disse ele: toma o teu filho” (vers. 33 a 36).
A CONFIANÇA da Sunamita, lhe deu uma experiencia poderosa com Deus, nos ajudando a compreender essa resposta:  “vai tudo bem”. A Resposta quando hipócrita, é a resposta envolta no orgulho, na máscara, no fingimento e disfarce da realidade. Mas quando temos o Senhor que entra com a providencia, que tem o poder para nos fazer vencer, este “Tudo bem” é um tudo bem baseado na fé, na esperança no Deus a quem servimos. “Ora a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das que se não vêem.”(Hb 11.1); "Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele". (Hb 10.38).FÉ não é hipocrisia, não é orgulho, é a certeza de viver para agradar a Deus sabendo que Tudo depende do Senhor, e Ele sabe sempre o que está fazendo.
Deus é bom, por isso temos CONFIANÇA neste Poderoso DEUS. Mesmo cercados de sentimentos tão angustiantes como solidão, frustração,impaciencia, ansiedade, revolta e depressão, assim como o salmista Davi, possamos abrir nosso coração para Deus que nos compreende e é BOM. Até quando te esquecerás de mim, SENHOR? Para sempre? Até quando esconderás de mim o teu rosto? Até quando consultarei com a minha alma, tendo tristeza no meu coração cada dia? Até quando se exaltará sobre mim o meu inimigo? Atende-me, ouve-me, ó SENHOR meu Deus; ilumina os meus olhos para que eu não adormeça na morte;  Para que o meu inimigo não diga: Prevaleci contra ele; e os meus adversários não se alegrem, vindo eu a vacilar.  Mas eu confio na tua benignidade; na tua salvação se alegrará o meu coração. Cantarei ao SENHOR, porquanto me tem feito muito bem.”(Salmo 13). Observe o contexto e a conclusão desta prece!! Portanto, fiquemos na Paz e na graça, pois assim diz o Senhor:  Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais…” Jr 29:11

Para concluir nossa  REFLEXÃO ofereço a tdos.  essa linda canção do novo CD da Shirley Carvalhaes - "Vai tudo bem"